Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.pgsskroton.com//handle/123456789/24050
Title: DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL E CLASSIFICAÇÃO DA LEUCEMIA LINFOIDE AGUDA
Authors: MIRANDA, ISABELA RIBEIRO
Type: Trabalho de Conclusão de Curso
Keywords: Leucemia Linfoide Aguda;Diagnóstico da LLA
Issue Date: 2018
Abstract: A leucemia linfoide aguda (LLA) é uma doença neoplásica hematológica, resultante de uma disfunção nas células precursoras hematopoiéticas o que leva a proliferação desregulada de um clone neoplásico das células linfocíticas. Sua ocorrência é mais comum na infância, principalmente em crianças de 2 a 5 anos, porém também atinge os adultos entre 20 a 39 anos. Embora a origem da doença seja desconhecida sabese que a mesma é resultante de um acúmulo de processos que envolvem a susceptibilidade do hospedeiro, danos genéticos, exposição a agentes químicos, físicos e alterações genéticas através da atuação de vírus. A LLA é considera uma doença heterogênea e devido à grande variabilidade das células envolvidas no processo o diagnóstico correto se torna complexo. Por este fato torna-se importante a utilização de técnicas que consigam diagnosticar e classificar a patologia de acordo com as características morfológicas, citoquímicas e imunofenotípicas das células leucêmicas. Este trabalho teve como objetivo geral apresentar a descrição das técnicas de diagnóstico diferencial e consequentemente a classificação dos subtipos da doença de acordo com a heterogeneidade das células. A pesquisa é baseada em uma revisão bibliográfica qualitativa e descritiva através da utilização de materiais com embasamento científico publicados entre os anos 2000 e 2018 nas bases de dados PubMed, Scielo, LILACS e Scholar Google. A partir da construção do trabalho notouse a importância na escolha e na execução conjunta das técnicas utilizadas no diagnóstico diferencial e na classificação da doença. A classificação morfológica é a primeira a ser reconhecida através do esfregaço celular dividindo a doença em subtipos L1, L2 e L3 o que leva a realização das técnicas citoquímicas para que seja identificada a linhagem das células leucêmicas através da positividade ou negatividade da reação. A imunofenotipagem através da citometria de fluxo é considerada a técnica mais precisa para detecção da LLA, pois possui alta sensibilidade e especificidade classificando exatamente os subtipos celulares das células B e T de acordo com as características moleculares e maturação das células envolvidas no processo. Através da avaliação das características do paciente, o conjunto dos resultados das técnicas de diagnóstico diferencial e a classificação da doença o médico consegue analisar e confirmar o prognóstico do mesmo, além de realizar a escolha adequada da conduta terapêutica que deve ser utilizada, interferindo diretamente no aumento da sobrevida.
URI: https://repositorio.pgsskroton.com//handle/123456789/24050
Appears in Collections:Trabalhos de Conclusão de Curso

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ISABELA RIBEIRO MIRANDA_DEFESA.pdf
  Restricted Access
606.02 kBAdobe PDFView/Open Request a copy


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.