Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.pgsskroton.com//handle/123456789/24139
Title: FATORES AMBIENTAIS E OCUPACIONAIS ASSOCIADOS A DEPRESSÃO EM CUIABA-MT
Authors: SILVA, EVANILDA CUSTODIO DA
Type: Dissertação
Keywords: Agrotóxicos;Metais Pesados
Issue Date: 2019
Abstract: Esta dissertação surgiu com a necessidade de compreender as associações entre intoxicação por agrotóxicos, metais pesados, ambientes ocupacionais contaminantes e as características sociodemográficas e o objetivo está em verificar se está associada com a depressão. Trata-se da metodologia de um estudo analítico, observacional de caso-controle. Foram realizadas entrevistas para rastreamento positivo de depressão, através do instrumento, sobre a saúde do Paciente (PQH-9), e um questionário com dados sociodemográficas e de avaliação da exposição a agrotóxicos e ambientes contaminantes, que foi dividido em blocos: Dados de Identificação do sujeito; de Comorbidades; de hábitos e de exposição ambiental e de exposição ocupacional anterior e atual. Foram entrevistados 501 pacientes, sendo os mesmo pareados por sexo e idade que estavam em atendimento na policlínica do planalto pelos sistema Único de Saúde (SUS). Contudo, 167 dos entrevistados foram considerados casos, que obtiveram através do rastreamento positivo de depressão, pontuações igual ou acima de 10 pontos, e os controles foram totalizando 334 pacientes, podendo os mesmos serem expostos ou não a agrotóxicos e ambientes contaminantes, e que estavam em atendimento na policlínica centro de referência à Saúde Mental, em Cuiabá -MT. A medida de Associação nas análises foi o Odds ratio, obtida por meio do teste qui-quadrado de Mantel Haenszel. Os resultados obtidos no modelo final foi de regressão logística com as seguintes variáveis: Escolaridade até o ensino médio incompleto (OR=2,02 IC95% -1,36-3,00 –p<0,001); exposição atual a poeiras (OR=1,75 IC95% -1,16-2,63 –p<0,008); e exposição à poeira de rua sem asfalto (OR= 1,62 IC95%-1,07-2,49-p<0,024). Conclusão: Participantes com escolaridade inferior ao ensino médio e o fato de ser exposto a poeiras de rua foi associado estatisticamente com o transtorno de depressão.
URI: https://repositorio.pgsskroton.com//handle/123456789/24139
Appears in Collections:Dissertações do Mestrado em Ambiente e Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Evanilda Custodio da Silva.pdf1.71 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.