Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.pgsskroton.com//handle/123456789/24218
Title: CONTRIBUIÇÃO DO DIAGNÓSTICO ULTRASSONOGRÁFICO DE NEFROPATIA CRÔNICA EM CÃES ADMITIDOS EM UM HOSPITAL ESCOLA VETERINÁRIO SEM EVIDÊNCIAS CLÍNICAS E LABORATORIAIS DE INSUFICIENCIA RENAL
Authors: CAMPOS, OLGA PEDROSO DA SILVA
Type: Dissertação
Keywords: Nefropatia;Ultrassom;Prevenção
Issue Date: 2017
Abstract: Afecções renais passarem despercebidos na rotina clínica devido à característica do tecido renal de possuir uma reserva renal. Na investigação clínica, além da avaliação laboratorial, a ultrassonografia renal determina a estrutura tecidual dos rins, além de possuir diversas outras vantagens. Este estudo teve o objetivo de verificar a contribuição do ultrassom renal no diagnóstico de nefropatia em animais admitidos em uma rotina hospitalar do setor por diagnóstico por imagem onde doença renal não foi à causa da indicação da avaliação ultrassonográfica abdominal. A observação de alterações ultrassonográficas renais de nefropatia foi comparada a capacidade dos exames de bioquímica clínica renal, urinálise e UPC em diagnosticar a doença renal. Entre os 70 cães avaliados, 61,42% apresentaram alterações ultrassonográficas renais, sendo a perda de definição corticomedular a alteração mais frequente (58,13%). Entre esses pacientes, 36% apresentaram proteinúria, porém entre esses animais 88,8% a proteinúria foi classificada como não renal-fisiológica. Nesses mesmos cães com alterações ultrassonográficas de doença renal, apenas 16% tinham azotemia renal e densidade urinária diminuída. Em 84% dos pacientes com diagnóstico laboratorial de IR (azotemia renal) o exame de ultrassom renal estava normal, e isso demonstra que o exame de ultrassom renal para o diagnostico do estado de portador de DR pode ter mais valia em pacientes sem evidências laboratoriais de IR já estabelecidos pelos exames laboratoriais. Do ponto de vista clínico esses resultados são bastante promissores, pois o diagnóstico ultrassográfico renal precoce é válido para incentivar a monitorização do paciente.
URI: https://repositorio.pgsskroton.com//handle/123456789/24218
Appears in Collections:Teses e Dissertações do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Biociência Animal

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Olga Pedroso da Silva Campos.pdf1.18 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.