Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.pgsskroton.com//handle/123456789/31436
Title: ANÁLISE DE SUSTENTABILIDADE NO ASSENTAMENTO RURAL ÁGUA BOA NO MUNICÍPIO DE JUARA (MT)
Authors: DE CAMPOS, LUIZ ANTONIO
Type: Dissertação
Keywords: Assentamentos rurais em MT;Agricultura familiar em Juara (MT)
Issue Date: 2020
Abstract: No final do século XX e início deste foi implantada a reforma agrária no Brasil e, com isso, surgiram vários assentamentos rurais em todos os estados brasileiros, inclusive, no estado de Mato Grosso (MT). A implantação dos assentamentos rurais foi realizada pelo Instituto Nacional de Reforma Agrária (INCRA), e o acompanhamento e orientação dos assentados no uso da terra para a produção de alimentos ficou a cargo dos Órgãos estaduais de extensão rural. A verificação do desenvolvimento e sustentabilidade desses assentamentos dependem de pesquisas junto aos assentados. Este estudo teve como objetivo analisar a comunidade Água Boa, no município de Juara (MT) nos aspectos econômicos, sociais e ambientais visando calcular o seu nível de sustentabilidade. Também, analisou-se o perfil dos produtores rurais e as atividades agropecuárias desenvolvidas na comunidade rural, os seus processos produtivos e os mecanismos de comercialização e distribuição da produção. Desse modo, esta pesquisa pertence à linha de pesquisa em Gestão da Produção Agropecuária e Agroindustrial. Foi aplicado um formulário para 69 produtores, atingindo 100% da comunidade de assentados. A aplicação ocorreu nos meses de maio e junho de 2019. Os resultados indicaram um índice de baixa sustentabilidade, cujas principais deficiências estavam nos indicadores socioeconômico e ambiental. As principais fragilidades observadas no indicador socioeconômico foram nos itens educação, com a falta de escola de ensino fundamental e econômico, pela falta de trabalho no assentamento para complementação da renda do assentado e, na parte ambiental, a falta de orientações técnicas sobre uma melhor utilização dos recursos naturais. Constatou-se, também, que existem dificuldades na utilização de novas tecnologias no uso da terra devido a idade avançada da maioria dos assentados, bem como o baixo nível de escolaridade. Consequentemente, existia muitas dificuldades na implantação de políticas públicas relacionadas ao financiamento da produção e melhoria da infraestrutura do assentamento. Desse modo, a sustentabilidade do assentamento se encontrava comprometida pela presença de diversos indicadores que necessitam de melhorias.
URI: https://repositorio.pgsskroton.com//handle/123456789/31436
Appears in Collections:Dissertações do Mestrado em Produção e Gestão Agroindustrial

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
LUIZ ANTONIO DE CAMPOS.pdf1.11 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.